MEDITAÇÃO

 
 
 
Imagine um lago. Sua superfície, absolutamente serena.
Não há vento, não há corrente.
Tudo está calmo. Suas águas contém todos os nutrientes para a vida,
que se renova por si só. Procure pensar.
Eu sou como um lago, um reservatório imenso de virtudes.
Já tenho tudo que procuro.
Só preciso trazer para a superfície o que está depositado no fundo, em estado inerte. Ao ver aflorar minha riqueza, dou vida a ela.
Deixo de buscar fora o que sinto existir dentro.
Isto é quietude.

Brahma Kumaris

Esse post foi publicado em REFLEXÃO. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s